AMAR A CRUZ

 

AMAR A CRUZ

Amar a Cruz

 

"Muitas vezes lá na Trapa,
um pobre frade
chorava ante uma Cruz.
O mundo lhe dizia: és um néscio,
chorar por gosto é loucura,
tua vida se esfumaça inútil
no silêncio e na penitência,
Por que amar a Cruz,
quando a vida é tão bela,
e a liberdade é risonha e não sombria?

Mas aquele trapista chorava,
chorava, e suas lágrimas
eram uns queixumes
tão doces a seu coração
e com tanto amor os colocava
aos pés da Virgem,
que nem uma só de suas lágrimas,
a teria trocado
por todo o ouro do mundo.

Aquele trapista chorava,
mas chorava de alegria.
Que sabe o mundo de amor?
Bendita loucura de Cristo
que converte as lágrimas
em pérolas e nos faz amar a cruz..."

São Rafael Arnáiz Barón